Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Embalado pelo título carioca, Fluminense pega América-MG pelo Brasileirão

Embalado pelo título carioca, Fluminense pega América-MG pelo Brasileirão
Compartilhe!

Depois de conquistar o bicampeonato carioca de forma impressionante, uma goleada em cima do Flamengo por 4 a 1, o Fluminense dá a largada no Campeonato Brasileiro apontado como um dos favoritos ao título da temporada. A sua estreia, porém, será distante da torcida e do Maracanã, o palco de sua última exibição de gala. O primeiro adversário será o América-MG, vice-campeão mineiro, neste sábado, às 16h, no Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Na temporada passada, por sua vez, os dois times brigaram na parte de cima da tabela e neste ano querem fazer bonito novamente para garantir vaga nas competições internacionais e até brigar pelo título. O time tricolor foi o terceiro colocado em 2022, enquanto o América ficou em décimo. Nas mãos do técnico Fernando Diniz, os cariocas vêm fazendo um trabalho muito elogiado e com um futebol envolvente.

Para o duelo, o técnico Vagner Mancini tem um retorno importante para escalar o time titular do América-MG nesta estreia. O meia Benítez está recuperado de dores no joelho esquerdo, que o tiraram do jogo de volta da decisão do Campeonato Mineiro e do jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil no qual, o time mineiro venceu o Nova Iguaçu-RJ, por 2 a 1, e volta a ficar à disposição.

Por outro lado, o atacante Aloísio, que também esteve de fora destas últimas partidas, não se recuperou a tempo de dores musculares assim como seu companheiro, e por isso segue como desfalque. Mancini, inclusive falou sobre isso, em entrevista nesta semana.

Do outro lado, depois de passar pelo Paysandu neste meio de semana, vencendo o jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil por 3 a 0 no Maracanã, e embalado pelo título carioca, o Fluminense deve estrear no Brasileirão com força máxima.

Mesmo assim, Fernando Diniz fez um alerta sobre disputar o primeiro jogo como visitante. “A localização (de pontos de referência do campo como mandante) pode ter alguma influência, mas não é determinante. Tem (como influência) o hábito de jogar no mesmo campo, a grama, a força da torcida quando está apoiando, não ter que deslocar o grupo e descansar mais para o jogo. Uma série de fatores fazem os mandantes terem um aproveitamento melhor, mas acho que é a soma de muitos fatores.”

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More

LIVE OFFLINE
track image
Loading...