Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

STJD absolve corintiano Rafael Ramos de ‘ofensa’ e processo chega ao fim após 10 meses

STJD absolve corintiano Rafael Ramos de ‘ofensa’ e processo chega ao fim após 10 meses
Compartilhe!

Foram pouco mais de 10 meses de briga nos tribunais. Mas chegou ao fim nesta quinta-feira o processo movido pelo volante Edenilson, ex-Internacional, contra o lateral-direito Rafael Ramos, do Corinthians, a quem acusava de tê-lo chamado de “macaco” em jogo do Brasileirão, no Beira-Rio. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) já havia absolvido o português de “racismo” e agora inocentou o jogador de “ofensa”, cancelando também uma multa de R$ 20 mil.

No começo de março, o STJD julgou o recurso do processo de injúria racial. Na oportunidade, o corintiano, que já havia sido absolvido em primeira instância, acabou vendo os auditores reformularem a sentença e acabou enquadrado por “ofensa”, sendo punido com um jogo de suspensão além de multa de R$ 20 mil.

Rafael Ramos e o Corinthians já haviam provado que o lateral não utilizou palavras racistas na confusão com Edenilson e agora o STJD chegou à conclusão que nem palavras ofensivas foi possível provar tanto em buscas por câmeras do dia do jogo e até mesmo com tentativa de leitura labial, colocando um fim ao processo iniciado no dia 15 de maio de 2022.

“Nesta quinta-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) absolveu o lateral-direito Rafael Ramos da punição de “ofensa”, registrada na partida entre Internacional e Corinthians, no dia 14 de maio de 2022, no Beira-Rio, pelo Campeonato Brasileiro. Com isso, o atleta está livre da punição e da multa de R$ 20 mil, com base no artigo 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD)”, informou o Corinthians.

“Rafael Ramos antes já havia sido absolvido de forma unânime da acusação de injúria racial contra o atleta Edenilson. Mas, o STJD no primeiro julgamento reconheceu que inexistiu injúria racial, porém, entendeu, por maioria, que as palavras de baixo calão configurariam ofensa por parte do jogador do Corinthians. No entanto, nesta data, revendo a decisão, a Corte Desportiva reconheceu não ter havido qualquer ofensa e o inocentou. Assim, com a nova decisão, o camisa 2 está liberado para atuar”, celebrou o clube.

Reserva de Fagner, Rafael Ramos vinha sofrendo com problemas físicos neste início de temporada, o que o atrapalhou na disputa do Paulistão, no qual realizou poucas partidas com a camisa do clube. Nesta quinta-feira ele esteve na formação reserva em jogo-treino com o Coritiba e está à disposição de Fernando Lázaro para a maratona que o Corinthians terá já a partir da próxima semana, com Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão.

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More

LIVE OFFLINE
track image
Loading...