Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Sinop: empreiteira apresenta proposta para construir 992 apartamentos populares e obras devem iniciar ano que vem

Sinop: empreiteira apresenta proposta para construir 992 apartamentos populares e obras devem iniciar ano que vem
Compartilhe!

A coordenadora de Habitação da prefeitura de Sinop, Cristiane Resplandes informou, que apenas uma empreiteira apresentou proposta para construir as primeiras 992 unidades dos imóveis populares em três bairros. “É uma empresa de Cuiabá, inclusive eles tem experiência com construção de outras unidades habitacionais do Casa Verde e Amarela, em outros municípios do Estado”, disse, ao Só Notícias.

O prazo para entrega das propostas acabou na última sexta-feira (14), e segundo Cristiane, “para a análise da proposta técnica e comercial foi montada uma comissão, nos próximos 10 dias sai o resultado desse processo licitatório para seleção da empresa”, afirmou. Cristiane estima que as obras devem iniciar a partir do próximo ano, considerando que a Caixa Econômica Federal tem prazo de 90 dias para analisar os projetos dos edifícios e alinhar questões contratuais com a empreiteira ganhadora da licitação. “Pode ser que eles consigam analisar até antes, porque como é uma empresa que já está habilitada, que já tem outros contratos com a Caixa, acredito que vai ser mais rápido”, avaliou.

Na primeira etapa cada apartamento construído terá cerca de 52 metros quadrados, com dois quartos, sala, cozinha e um banheiro. Serão 256 unidades no Parque Amazonas, 160 no Gente Feliz são, 96 no Residencial Pienza e no Jardim Santa Rosa, 256 no Jardim Califórnia, 160 no Belvedere e 64 no Jardim Morumbi.

Com os 992 apartamentos Sinop da um passo importante para diminuir o déficit habitacional para famílias com renda entre R$ 1,8 mil e R$ 7 mil, e também aumentar a empregabilidade contratando mão de obra local. São cerca de 17 mil famílias cadastradas no sistema habitacional do município, várias tentaram inscrições no Residencial Nico Baracat, mas não atenderam os requisitos de seleção, por conta da renda familiar ser superior a R$ 1,8 mil.

“Identificamos que muitas famílias não se enquadraram no programa Minha Casa Minha Vida, mas que tem necessidade de ser enquadradas em outros programas habitacionais com renda superior”, considerou. Ela reforçou também que “um dos critérios [para escolha das famílias] foi publicado inclusive na lei de doação das áreas, é de que, quem já possuir cadastro habitacional vai ter certa prioridade”, disse.

A seleção das famílias será feita pela secretaria de Habitação e todos os pré-requisitos para concorrer aos apartamentos devem ser divulgados por meio de uma portaria, que será lançada, após os processo de avaliação de projetos e contratos junto a Caixa Econômica.

Conforme Só Notícias já informou, serão construídas 1.468 moradias populares em parceria com o governo do Estado, e investimento de R$ 22 milhões.

Fonte: Só Notícias
Artigo Original em > www.sonoticias.com.br

LIVE OFFLINE
track image
Loading...