Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Red Bull Bragantino faz 4 a 2 no Athletico e devolve o placar do primeiro turno

Red Bull Bragantino faz 4 a 2 no Athletico e devolve o placar do primeiro turno
Compartilhe!

A uma semana de decidir o título da Copa Libertadores, o Athletico voltou a ter dificuldades dentro de campo ao perder para o Red Bull Bragantino, por 4 a 2, neste sábado à tarde, no estádio Nabi Abi Chedid, pela 33ª rodada. O time paulista abriu grande vantagem no primeiro tempo, quando fez 3 a 0, no entanto, o rubro-negro paranaense reagiu no segundo tempo, marcou dois gols e tentou o empate. Mas levou o quarto gol no final, com o Bragantino devolvendo o mesmo placar registrado na Arena da Baixada no primeiro turno.

Mesmo com o tropeço e ampliando para seis jogos sem vencer fora de casa, o Athletico não vai perder a sexta posição, com 51 pontos. Porque o Atlético-MG, que aparece em sétimo, tem 47 pontos. Agora é tentar achar a melhor formação para o jogo diante do Flamengo, no outro sábado, dia 29, em Guayaquil, no Equador.

O Red Bull Bragantino, que vinha de derrota em casa para o Santos, por 2 a 0, e reabilitou e soma 41 pontos, tentando se distanciar da zona de rebaixamento e de olho, pelo menos, numa vaga na Copa Sul-Americana de 2023.

Precisando reagir, com jogadores e técnico pressionados pela torcida, o Red Bull Bragantino impôs intensidade desde o início do jogo, marcando o Athletico em sua saída de bola. O primeiro gol saiu logo aos quatro minutos, quando Pedro Henrique não aliviou e a bola sobrou para Eric Ramires entrar na área livre e bater no canto.

O gol aflorou o desconcentrado Athletico, que continuou sendo pressionado pelo time da casa. O técnico Luiz Felipe Scolari, o Felipão, mexia a cabeça no banco de reservas e parecia disposto a mudar algo. Não deu tempo, porque tomou o segundo gol aos 37 minutos, só confirmado com auxílio do VAR.

Artur recebeu na frente da grande área e finalizou na trave esquerda do goleiro Bento. A sobra ficou do outro lado para Popó, que entrou sozinho de frente para o gol. Só teve o trabalho de tocar de leve para as redes e sair comemorando. Nisso viu o assistente Jean Márcio dos Santos levantar a bandeira, apontando impedimento. Mas as imagens do VAR mostraram a legalidade do lance e o gol foi confirmado depois de dois minutos.

Certamente Felipão estava insatisfeito e esperava mudar algo no intervalo. Mas não esperava levar o terceiro gol aos 49 minutos, numa cobrança de falta de Luan Cândido. O goleiro Bento colocou seis jogadores na barreira e ainda se posicionou no centro do gol. Luan Cândido bateu de curva pelo lado da barreira e a bola entrou no canto esquerdo.

Felipão tinha duas opções: reforçar a marcação para evitar um possível vexame ou trocar seu ataque para tentar diminuir o placar. Ele escolheu a segunda alternativa, colocando sangue novo no ataque com as entradas de Vitinho e Vitor Roque, respectivamente, nos lugares de Canobbio e David Terans, que tiveram atuações apagadas. Depois colocou Vitor Bueno no lugar de Cuello.

O time paranaense melhorou e diminuiu aos 18 minutos. Após lateral de Abner Vinícius, o meia Vitor Bueno ajeitou e chutou de longe. A bola resvalou e entrou no canto direito de Cleiton. O Bragantino assustou e levou o segundo gol aos 21 minutos, quando Vitinho pegou a bola do lado esquerdo e desceu em diagonal passando por três adversários até finalizar colocado no alto. Um golaço.

Depois disso, o Athletico tentou empurrar o Bragantino para seu campo defensivo, porém, os anfitriões souberam sofrer e seguraram a pressão. No final, em um contra-ataque pelo lado direito, Hyoran cruzou rasteiro e do outro lado apareceu Luan Cândido para tocar de chapa para as redes, aos 44 minutos. O lance foi confirmado pelo VAR depois de quatro minutos, diante do grau de dificuldade. Este é o 11º gol de Luan Cândido na temporada, algo incomum para um lateral-esquerdo.

Pelo Brasileiro, na 34ª rodada, o Red Bull Bragantino vai sair diante do Botafogo, na próxima quarta-feira, às 19h, no Rio. Na terça-feira, às 21h45, o Athletico recebe o líder Palmeiras, na Arena da Baixada, mas certamente o time paranaense vai usar um time reservas de olho na final da Libertadores.

FICHA TÉCNICA

RED BULL BRAGANTINO 4 X 2 ATHLETICO

RED BULL BRAGANTINO – Cleiton; Aderlan, Kevin Lomónaco, Natan e Luan Cândido; Raul, Jadsom Silva e Eric Ramires (Gabriel Novaes); Artur (Ramon), Sorriso (Hyoran Nathan Camargo) e Popó (Carlos Eduardo). Técnico: Maurício Barbieri.

ATHLETICO – Bento; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius (Rômulo); Erick (Hugo Moura), Alex Santana e David Terans (Vitor Roque); Cuello (Vitor Bueno), Pablo e Canobbio (Vitinho). Técnico: Felipão.

GOLS – Eric Ramires aos quatro, Popó aos 37 e Luan Cândido, aos 49 minutos do primeiro tempo. Vior Bueno, aos 18, e Vitinho, aos 21 e Luan Cândido, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Caio Max Augusto Vieira (RN)

CARTÕES AMARELOS – Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius (Athletico).

RENDA – R$ 71.965,00.

PÚBLICO – 3.011 total.

LOCAL – Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

Notícias ao Minuto Brasil – Esporte
Read More

LIVE OFFLINE
track image
Loading...