Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Gabriel Sater fala sobre cena emocionante com o pai, Almir Sater, em Pantanal

Gabriel Sater fala sobre cena emocionante com o pai, Almir Sater, em Pantanal
Compartilhe!

Não há quem não tenha se emocionado com a cena entre o cantor Almir Sater e o filho Gabriel Sater, que foi ao ar nesta segunda-feira (9) na novela Pantanal.

Na cena, pai e filho fazem um duelo incrível de violas. A sequência mostra Gabriel, que interpreta o peão Trindade, e Almir, o piloto da chalana Eugênio, mostrando o talento dessa família em dedilhar na viola.

O brilho nos olhos de Almir durante a cena diz tudo – puro orgulho desse filho lindo e talentoso. Ao final do duelo, Eugênio aprova Trindade e diz que José Leôncio – o chefe deles e personagem principal da novela – pode contratá-lo. (vídeo abaixo)

Emoção

Gabriel Sater relatou como foi emocionante dividir a cena com o pai. E detalhe: nessa nova versão, ele faz o papel que foi do pai na versão original de “Pantanal”, há 32 anos, em 1990.

“Dividir as cenas com meu pai com certeza é um dos momentos mais especiais da novela, e representando um papel que um dia foi dele! Forte emoção e grande responsabilidade”, afirmou Gabriel Sater em uma postagem no Instagram.

Na trama, Xereu Trindade é um violeiro misterioso, que surgiu pedindo abrigo na fazenda de Zé Leôncio. Ele tem pacto com o diabo. A viola dele é “enfeitiçada pelo cramunhão”. Trindade faz premonições e profetiza com tamanha propriedade que deixa todos cismados e com medo dele na novela.

Nova versão do personagem

O músico contou também que para interpretar o peão Trindade, reviu a primeira versão da novela toda no Youtube.

E tem mais. O papel foi uma surpresa para o pai, já que Gabriel não tinha contado a ninguém da família que havia feito o teste para a novela.

“Então é um Trindade com novas cores, uma luz um pouco diferente. Mas claro, não tinha como não consultá-lo e bebi muito do Trindade dele pra compor o meu próprio”, afirmou o jovem músico e ator.

Gabriel também mostrou não se importar com as comparações com o pai, que devem ressurgir e não são uma novidade na vida de Gabriel, já que ambos são cantores, compositores, musicistas, violeiros e atores.

“Pra mim, era muito importante fazer o Trindade. Primeiro por essa ligação do meu pai ter feito, por ter crescido vendo meu pai fazendo esse personagem, pela minha ligação com o Pantanal. Então essas comparações com ele em nenhum momento me incomodaram ou vão incomodar”.

Que lindo esse amor entre os dois! E como eles tocam gente! Aplausos!

Confira trecho da cena:

Veja o que Gabriel escreveu sobre a cena com pai:

Com informações de Notícias da TV

Só Notícia Boa
Read More

LIVE OFFLINE
track image
Loading...