Bem-vindo(a). Hoje é Guarantã do Norte - MT

Anfavea reduz projeção para 2021 em 2,038 milhões de veículos

Anfavea reduz projeção para 2021 em 2,038 milhões de veículos
Compartilhe!

Anfavea reduz projeção para 2021 em 2,038 milhões de veículos

A Anfavea, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, reduziu a projeção de vendas do mercado automotivo brasileiro para 2021. Com o agravamento da crise dos chips, o setor deverá baixar muito as vendas este ano.

A recente queda nas vendas em setembro, apesar do aumento da produção, provoca redução na oferta de carros novos e consequente aumento de preços, que impacta diretamente na intenção de compra do consumidor.

Para as montadoras, além da falta de insumos, há também aumento de custos e dificuldades logísticas, que acabam sendo repassadas aos preços. Com carros populares alcançando R$ 100.000, o mercado aperta o freio. Na Anfavea, a previsão é de vendas de 2,038 milhões a 2,118 milhões de veículos em 2021.

Os volumes representariam altas de 1% a 3% em comparação com 2020, enquanto a produção deve ficar entre 2,129 milhões e 2,219 milhões, ou seja, de 6% a 10% de alta em relação ao ano passado, quando mercado e fábricas foram impactados pela pandemia de Covid-19.

Anfavea reduz projeção para 2021 em 2,038 milhões de veículos

Luiz Carlos Moraes, Presidente da Anfavea, disse: “Nunca havíamos tido tanta dificuldade em enxergar o cenário em curto prazo na indústria automotiva. As incertezas para garantir a produção de veículos é grande com a crise de fornecimento global. Estamos presenciando uma procura por parte dos consumidores para compra de novos produtos, mas não temos unidades para atender à demanda”.

Em setembro, o mercado caiu 10,2%, mas o acumulado do ano é de 14,8%. Sem previsão de que o fornecimento de chips implicaria em um momento tão ruim, as montadoras não aceleraram a produção e assim não puderam compensar o período atual.

Nas exportações, o saldo é positivo com alta de 33,8% em setembro numa comparação com o mesmo período de 2020. Isso é fruto da reabertura dos mercados próximos, como o Chile, que espera alta de mais de 11% do PIB para 2021. No mês passado, a produção geral caiu 21,3% puxada pelos automóveis, os que mais sofrem com a falta de chips.

Para termos uma ideia, os comerciais leves cresceram 46,5% e os caminhões tiveram alta de 103,7% na produção.

© Noticias Automotivas. A notícia Anfavea reduz projeção para 2021 em 2,038 milhões de veículos é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.

Notícias Automotivas
Read More

LIVE OFFLINE
track image
Loading...